MOSCOU - Tropas russas iniciaram nesta sexta-feira uma operação na região separatista georgiana da Abkházia, onde habilitará uma base aérea e outra naval, assegurou à Agência Efe Serguei Shamba, ministro de Assuntos Exteriores abkhazo.

"Quando as forças de paz russas se retirarem, não podemos ficar indefesos", assegurou Shamba em conversa por telefone. O chanceler abkhazo chamou de "preliminares" os trabalhos iniciados hoje pelas tropas russas, que provisoriamente serão colocadas em antigas instalações militares da época soviética.

"Ainda estamos preparando o acordo bilateral sobre isso. Quando for firmado, as tropas russas entrarão em sua totalidade", disse.

O início da operação russa ocorre menos de 24 horas depois que as forças de paz russas saíram definitivamente da faixa de segurança que separa a Abkházia e outra região separatista, Ossétia do Sul, do território administrado por Tbilisi, capital da Geórgia.


Tropas russas deixam faixas de território georgiano e seguem para regiões separatistas / Reuters

Tropas nas regiões separatistas

No início de setembro, a Rússia acordou com as autoridades separatistas o desdobramento de 3.800 soldados russos em cada um dos territórios separatistas.

O líder abkhazo, Serguei Bagapsh, afirmou que a república terá duas bases militares russas no aeroporto de Gudauta e no porto naval de Ochamchira.

Além disso, tropas russas também serão posicionadas no corredor de Kodori, divisa com o resto do território georgiano, e uma das poucas zonas da Abkházia que esteve sob controle de Tbilisi durante os últimos 15 anos.

Por sua vez, o ministro de Exteriores interino da Ossétia do Sul, Murat Dzhioyev, não confirmou se as tropas russas começaram seu desdobramento nessa região separatista.

"A Ossétia do Sul pediu à Rússia ajuda para se defender de futuras agressões por parte da Geórgia. As forças de paz russas já não estão no terreno, portanto serão instaladas tropas regulares", afirmou à Efe.

Leia mais sobre Geórgia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.