Tropas israelenses matam suposto homem-bomba na Cisjordânia

JERUSALÉM (Reuters) - Tropas israelenses mataram um suposto homem-bomba em um posto de controle de fronteira próximo da cidade de Nablus na Cisjordânia ocupada nesta segunda-feira, afirmou o exército de Israel. Uma porta-voz das Forças Armadas israelenses disse que soldados ordenaram que um homem que agia de forma suspeita parasse, mas atiraram quando ele abaixou suas mãos em uma tentativa aparente de se explodir.

Reuters |

A porta-voz disse que especialistas do Exército detonaram depois cinco bombas que estavam dentro de seu cinto, em uma explosão controlada no local.

Uma oficial israelense envolvida no incidente disse a jornalistas que estava claro para ela que o homem tinha a intenção de atacar o posto de fronteira.

'Não havia outros palestinos no local quando ele tentou se explodir, pelo seu comportamento, parecia que ele não queria entrar em Israel, mas queria se explodir no posto de controle e atacar os soldados dali', disse em uma entrevista por telefone.

Uma fonte de segurança palestina disse que a pessoa morta era um rapaz de 16 anos do vilarejo de Beit Furik. Outros detalhes não estavam disponíveis imediatamente.

Tropas israelenses depois foram até o vilarejo para procurar pela casa do suposto homem-bomba, disseram residentes.

Israel frequentemente enfrenta conflitos na Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, principalmente para conter disparos em cidades vizinhas e comunidades agrícolas no sul de Israel.

Combates e ataques não são tão frequentes na Cisjordânia, onde a facção do Fatah, do presidente da Organização Palestina Mahmoud Abbas, exerce o poder.

(Reportagem adicional de Atef Saad em Nablus)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG