Tropas iraníanas se retiram de poço petrolífero disptuado com o Iraque

As forças iranianas se retiraram do poço petrolífero reinvidicado pelo Iraque, em uma disputada zona fronteiriça, que ocupavam desde sexta-feira, apesar de se manterem em território iraquiano, informou neste domingo um porta-voz do governo de Bagdá.

AFP |

"As forças iranianas se afastaram uns 50 metros do poço e tiraram sua bandeira, mas pedimos que voltem o lugar de onde vieram e iniciem conversações sobre o traçado da fronteira ", declarou Ali al Dabbagh, porta-voz do governo.

O poço número 4 se encontra no campo petroleiro de Fauqa, um dos três colocados em leilão internacional em junho que não foram contratados. As reservas de Fauqa são avaliadas em 1,55 milhão de barris.

Por outra parte, as exportações de petróleo pelo norte do Iraque foram suspensas por causa de uma sabotagem cometida durante a madrugada deste domingo no oleoduto que leva o combustível para o terminal turco de Ceyhan, a 325 km ao norte de Bagdá, segundo o ministério do Petróleo, que pediu mais patrulhas da Força Multinacional para proteger o duto.

Este oleoduto transporta entre 420.000 e 450.000 barris diários (bd), mas pode chegar a 600.000 bd. Depois de ficar parado 18 meses, as sabotagens tiveram reinício desde outubro.

O Iraque exporta 2 milhões de barris diários de petróleo, dos quais três quartos através dos terminais do sul.

O poço número 4, disputado pelo Iraque e Irã, fica a 100 metros da fronteira.

Na sexta, um grupo de militares e técnicos iranianos tomou o controle do poço número 4 no primeiro incidente sério entre ambos vizinhos desde a queda de Saddam Hussein em 2003, cujas tropas enfrentaram o Irã na guerra de 1980-1988.

str/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG