Tropas internacionais enganam talibãs em mega-operação para reparar represa

Londres, 3 set (EFE).- As forças da Otan no Afeganistão realizaram uma espetacular operação logística para enganar os talibãs e transportar secretamente uma nova turbina gigante para a represa de Kajaki, na província de Helmand.

EFE |

Segundo informa hoje o diário "The Times", que foi testemunha da ação, a operação contou com a participação de aproximadamente 5.000 militares, dos quais 3.000 eram britânicos.

O material estava destinado ao maior projeto de reconstrução do país, a represa de Kajaki, erguida em 1953 para fornecer eletricidade e água para dois milhões de pessoas nas províncias de Helmand e Kandahar.

A represa foi criada em princípio com capacidade para três turbinas, mas apenas duas chegaram a ser instaladas, e elas deixaram de funcionar depois que os soviéticos abandonaram o país em 1989.

Os Estados Unidos se comprometeram a reparar as duas turbinas existentes e a instalar uma terceira para que a represa pudesse gerar um total de 53 megawatts de potência.

Uma das turbinas voltou a funcionar em 2005, mas o projeto foi suspenso no ano seguinte, quando os britânicos, encarregados de defender a represa, se viram cercados pelos talibãs.

O maior problema para os comandantes da Otan para levar o material à represa era de segurança, já que a estrada que conduz a ela estava controlada em boa parte pelos talibãs e semeada de explosivos e minas do período soviético.

Por isso, foi enviada uma equipe de reconhecimento para encontrar uma nova rota pelo deserto, à qual chamaram de Harriet, enquanto fingiam que continuavam com os preparativos para o envio do comboio pela estrada em poder dos talibãs.

Os engenheiros esperam agora reparar a segunda turbina de 16 megawatts em um prazo de três ou quatro meses, e instalar a terceira, fabricada na China e com 18.6 megawatts de capacidade, em junho ou julho do próximo ano. EFE jr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG