Tropas britânicas põem fim a seis anos de presença no Iraque

BAGDÁ - A Grã-Bretanha pôs fim nesta sexta-feira a seis anos de presença militar no Iraque, que começou com a invasão liderada pelos Estados Unidos para derrubar o presidente Saddam Hussein em 2003.

AFP |

Segundo o acordo assinado no ano passado entre Bagdá e Londres, os efetivos britânicos que permaneciam no Iraque - e que eram 46.000 em 2003 - deixaram o país esta semana, indicou o porta-voz da embaixada da Grã-Bretanh.

Mas o parlamento iraquiano não pôde votar antes das férias - que terminam em 8 de setembro - um novo acordo entre Londres e Bagdá qe teria permitido que um pequeno contingente britânico ficasse no país para formar a marinha iraquiana.

Este grupo, uma centena no total, foi para o Kuwait ficar à espera da aprovação da medida pelo parlamento. A maioria das tropas estava baseada na região meridional de Basra.

Durante o mandato do primeiro-ministro Tony Blair, a Grã-Bretanha foi um aliado importante dos Estados Unidos quando o presidente George W. Bush ordeno a invasão do Iraque em março de 2003.

Durante esses seis anos, 179 soldados britânicos morreram no Iraque.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG