Tropas americanas matam oito supostos criminosos em Bagdá

Bagdá, 11 mai (EFE).- O Exército americano matou oito criminosos em vários distritos de Bagdá, depois que estes atacaram seus soldados ou enquanto colocavam artefatos explosivos, informou hoje o comando militar dos Estados Unidos no Iraque.

EFE |

Em comunicado, a cúpula militar informa que seus soldados mataram quatro pessoas na tarde de ontem, depois de um ataque fracassado contra veículos blindados americanos em Cidade de Sadr, no leste da capital.

Segundo a nota, os soldados identificaram os responsáveis da ofensiva e abriram fogo contra eles, matando quatro indivíduos.

Os outros quatro mortos foram registrados no bairro de Adhamiya, no norte da cidade.

Duas das vítimas fatais aconteceram depois que militares americanos responderam a diferentes ataques com armas leves durante a manhã.

Outra das vítimas fatais estava colocando uma bomba junto com outra pessoa, quando foi surpreendido e morto pelas tropas, enquanto seu companheiro conseguiu escapar.

Segundo a nota do Exército, foram os próprios moradores de Adhamiya que avisaram aos militares sobre estes planos.

As tropas americanas também lançaram um ataque aéreo contra duas pessoas que tinham colocado uma bomba na mesma zona, causando a morte de uma delas e a destruição do veículo que estavam utilizando.

"Nossos soldados, junto com as forças de segurança iraquianas, continuam trabalhando com a população local para identificar estes criminosos e a ameaça que representam", ressaltou o tenente-coronel Steve Stover.

As quatro mortes em Cidade de Sadr ocorrem um dia depois de o porta-voz do clérigo xiita Moqtada al-Sadr anunciar um acordo com o Governo para o fim dos confrontos.

Os choques entre as tropas iraquianas e o Exército Mehdi, leal a Sadr, deixaram centenas de mortos nesta zona de Bagdá. EFE ah/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG