Bagdá, 22 abr (EFE).- O Exército americano informou hoje que suas tropas mataram nove supostos criminosos em Bagdá durante as últimas horas e apreenderam vários arsenais de armas.

Em comunicado, o comando militar dos EUA disse que estas mortes aconteceram em diferentes incidentes registrados na capital.

No distrito xiita de Baghdad al-Jadida, no leste da capital, os americanos mataram três supostos terroristas que antes tinham atacado membros do Exército com armas leves e lança-granadas, informou a cúpula militar.

Na mesma área, outras duas pessoas morreram após um ataque aéreo sobre um grupo de "criminosos" que estava se rearmando, segundo a fonte.

Também em Baghdad al-Jadida, quatro pessoas morreram durante a noite passada devido ao impacto de dois mísseis.

Duas das vítimas morreram após um míssil atingir o veículo onde estavam, e outras duas enquanto combatiam soldados americanos.

O comando militar dos EUA costuma utilizar o termo "criminosos" para definir os milicianos xiitas, especialmente militantes do Exército Mehdi, leais ao clérigo xiita Moqtada al-Sadr.

Os Estados Unidos acusaram várias vezes o Irã de financiar e armar estas milícias xiitas do Iraque.

O comunicado afirmou também que as tropas apreenderam vários arsenais de armas descobertos durante as operações militares, incluindo bombas e lança-granadas. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.