Trocas de acusações impediram encontro entre Correa e Uribe em Lima

Quito, 19 mai (EFE).- As trocas de acusações entre os presidentes do Equador, Rafael Correa, e da Colômbia, Álvaro Uribe, impediram uma reunião entre ambos em Lima para restabelecimento do diálogo e a superação da crise diplomática, disse hoje a presidente do Parlamento da Comunidade Andina de Nações (CAN), a equatoriana Ivonne Baki.

EFE |

Baki pediu a Correa e a Uribe que interrompessem as "acusações mútuas", para criarem um ambiente que permitisse o reatamento das relações diplomáticas entre seus países, suspensas desde 3 de março último.

Um dos objetivos de Baki na 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (EU-LAC, na sigla em inglês), realizada em Lima na última semana, era fomentar uma "aproximação" direta entre os dois líderes, mas isso não foi possível.

Não conseguiu uma reunião de caráter "informal e privado" pois tanto Correa como Uribe pediram a ela que solicitasse ao outro lado envolvido na disputa que deixasse de "insultar".

A presidente do Parlamento Andino acrescentou que os dois governantes devem deixar suas "posições pessoais de lado" e pensar em "um interesse comum" para poder superar a atual crise diplomática. EFE jc/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG