Troca de tiros entre opositores e favoráveis a Morales deixa morto na Bolívia

La Paz, 11 set (EFE).- Uma troca de tiros entre grupos opositores e favoráveis ao Governo boliviano deixou pelo menos um morto e três feridos hoje nas proximidades da cidade de Cobija, que faz fronteira com o Brasil, informou a imprensa local.

EFE |

As emissoras de rádio "Fides" e "Panamericana" informaram que pelo menos uma pessoa morreu durante os confrontos registrados desde a madrugada de hoje.

Outros veículos de comunicação, que citam fontes extra-oficiais, falam de três pessoas mortas e cerca de 30 feridos nestes confrontos. Entretanto, não aconteceu nenhuma confirmação das entidades oficiais.

Segundo as duas emissoras de rádio, a Polícia ficou no meio dos dois grupos para evitar mais confrontos, enquanto duas ambulâncias passam no meio de bloqueios até o local para recolherem as vítimas.

Os confrontos aconteceram por volta das 5h (horário de Brasília), quando um grupo de camponeses favoráveis ao presidente Evo Morales tentou seguir para a localidade da Filadelfia para se reunir com setores afins, mas foi bloqueado por opositores.

Esta é a primeira troca de tiros entre grupos de opositores e de partidários de Morales que acontece em meio a uma onda de protestos que foi registrada nas regiões norte, leste e sul do país.

A Bolívia vive hoje o terceiro dia consecutivo de violência em várias regiões do país, todas controladas por opositores autonomistas que exigem do Governo a devolução da receita proveniente do petróleo e que se opõem à nova Carta Magna patrocinada por Morales. EFE ja/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG