Tripulantes de veleiro francês sequestrado na África chegam a Paris

Paris, 12 abr (EFE).- Os quatro tripulantes do veleiro Le Tanit resgatados na sexta-feira pelo Exército francês na costa da Somália em uma operação que causou a morte do comandante da embarcação chegaram hoje a um aeroporto militar próximo a Paris.

EFE |

Os ex-reféns foram recebidos no aeroporto de Villacoublay, ao sudoeste da capital francesa, pelo ministro da Defesa francês, Hervé Morin.

São eles a esposa do comandante do barco, Chloé Lemaçon, seu filho Colin, além do outro casal que viajava na embarcação, Dorian Pierre e Steven Ménoret.

Florent Lemaçon aparentemente morreu após levar um tiro na cabeça durante a operação de resgate, realizada por um comando especial do Exército francês e sobre a qual as autoridades não deram detalhes.

O palácio do Eliseu, sede do Executivo francês, informou em comunicado que as ameaças sobre os reféns obrigaram o uso da ação militar e que houve negociações para conseguir a libertação dos sequestrados, sem sucesso.

O "Le Tanit" foi sequestrado no último dia 4 a cerca de 640 quilômetros do litoral somali, em frente à cidade de Ras Hafun, ao noroeste do país.

Há um ano, forças militares francesas libertaram a tripulação do veleiro de luxo francês "Le Ponant", que também tinha sido capturado no oceano Índico por piratas somalis. Um episódio similar ocorreu em setembro passado com outro veleiro conduzido por um navegante francês, o "Carré d'As". EFE jam/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG