Tripulantes de navios egípcios matam 2 piratas e tomam comando

Mogadíscio, 14 ago (EFE).- Os tripulantes de dois navios egípcios capturados por piratas em águas somalis em abril mataram a dois dos sequestradores e retiveram outros dez, após enfrentá-los, e tomaram o comando das embarcações, afirmou hoje à Agência Efe o único pirata que conseguiu escapar após o enfrentamento.

EFE |

Segundo a fonte, os 40 tripulantes começaram a atacar na quinta-feira os piratas com paus e machados, e conseguiram pegar algumas das armas dos sequestradores, depois que as conversas entre a empresa proprietária da embarcação e os atacantes fracassaram.

O único pirata que escapou, identificado como Miraa, disse à Efe do hospital de Badhan que mais dez sequestradores estão agora sob o poder dos tripulantes dos navios egípcios.

"Vi como mataram dois dos meus companheiros, e matarão mais, porque estão muito zangados", disse Miraa.

As duas embarcações egípcias, que após o enfrentamento com os sequestradores navegaram para a costa do Iêmen, estavam retidas perto do litoral de Badhan desde abril, quando os piratas somalis as capturaram nas águas do Golfo de Áden.

Os piratas da Somália sequestraram mais de 40 embarcações no último ano e receberam mais de US$ 200 milhões em resgates.

Esta não é a primeira vez que a tripulação de um navio sequestrado se rebela contra as piratas. Em abril, os ocupantes do "Maersk Alabama" enfrentaram os sequestradores.

Embora a maioria dos tripulantes tenha ficado em liberdade, o capitão da embarcação, Richard Phillips, continuou sob poder dos piratas até que uma equipe de resgate americana matou três dos sequestradores e deteve mais um. EFE ia-aa-hc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG