Tripulação e sequestradores de navio mercante chegam à Rússia

MOSCOU (Reuters) - A tripulação e os supostos sequestradores do navio mercante Arctic Sea chegaram à Rússia nesta quinta-feira, após uma saga marítima com cenas de pirataria e suspeitas de espionagem. Navios de guerra da Rússia encontraram a embarcação no oceano Atlântico na segunda-feira, perto das ilhas de Cabo Verde, e Moscou disse que oito pessoas --da Estônia, Letônia e Rússia-- foram presas por sequestrarem o barco.

Reuters |

Aviões militares Ilyushin-76, carregando 11 dos 15 membros da tripulação russa e os homens suspeitos de sequestrarem o navio de bandeira maltesa, pousaram na base militar de Chkalovsky, perto de Moscou, de acordo com agências de notícias locais.

Os suspeitos foram levados à prisão de segurança máxima de Lefortovo, em Moscou, disse um repórter da Reuters.

A Rússia afirma que os homens sequestraram o navio em 24 de julho, na costa da Suécia, e então ameaçaram explodi-lo se não recebessem um resgate.

Após passar pelo canal da Mancha no fim de julho, o contato via rádio aparentemente foi perdido e o navio de 4 mil toneladas não apareceu para entregar a carga

Autoridades marítimas consideraram o Arctic Sea desaparecido, levando a especulações de que o navio pudesse estar com alguma carga secreta, que espiões tentaram interceptar.

Somente após a marinha russa abordar o navio, a Autoridade Marítima de Malta afirmou que o navio nunca desapareceu, na verdade, e que as forças de segurança navais estavam monitorando a rota do barco durante dias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG