música devota à parada britânica - Mundo - iG" /

Trio de padres quer levar música devota à parada britânica

Uma banda com uma formação inusitada se prepara para dominar a tradicional parada britânica de Natal: o grupo The Priests (ou Os Padres, em inglês), integrado - como o nome já diz - por três padres católicos. Os irmãos Eugene e Martin OHagan e o amigo David Delargy, com idades entre 44 e 48 anos, cantam uma seleção de faixas do que chamam de música devota, incluindo a Ave Maria, de Franz Schubert, e Panis Angelicus, de Cesar Auguste Franck.

BBC Brasil |

O álbum de estréia do grupo, The Priests, está sendo lançado em 32 países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Austrália, África do Sul e Filipinas.

O trio, da diocese de Down and Connor, na Irlanda do Norte, teria assinado um contrato de quase US$ 1,5 milhão. De acordo com os três padres, o dinheiro recebido pelo grupo vai ser doado a entidades beneficentes.

O contrato tem ainda uma cláusula especial que permite que eles se ausentem de atividades promocionais para atender às necessidades da paróquia - como, por exemplo, funerais.

"Nosso trabalho significa muito para nós", diz Martin O'Hagan. "Antes de tudo, somos padres."
De acordo com O'Hagan, os fiéis têm gostado da novidade. "Eles estão deliciados, nos acompanham pelo site, pelo YouTube, pelo rádio e pela televisão, e ficam orgulhosos em saber que o seu padre é um dos The Priests", afirma.

Estratégia
Hoje em dia, é comum entre selos de música erudita usar estratégias de marketing associadas à música pop para vender seus artistas.

Um exemplo recente é o grupo de ópera pop Il Divo, criado pelo empresário britânico Simon Cowell - jurado do American Idol e da versão britânica do programa de televisão.

Na capa do disco, os três padres aparecem sorridentes em uma imagem que lembra o estilo de artistas de cinema dos anos 50.

Em entrevista à apresentadora Harriett Gilbert, do programa de rádio The Strand, do Serviço Mundial da BBC, os três riram, um pouco sem jeito, quando Gilbert sugeriu que um deles parecia um jovem Marlon Brando.

Interesse comercial
O trio começou a cantar junto em 1974, quando seus integrantes tinham entre 12 e 15 anos. Conhecidos localmente, seus nomes foram sugeridos à gravadora Sony, que procurava grupos para gravar música religiosa.

Muitos na indústria apostam que o lançamento deve dominar a parada de natal na Irlanda do Norte.

"Estamos conscientes de que há um interesse comercial por parte da gravadora", diz Martin O'Hagan.

"Mas, para nós, isso representa um veículo, um canal por onde podemos gentilmente enviar uma mensagem de esperança e elevar os corações."
O'Hagan afirma ainda que o grupo preenche uma lacuna no mercado, e que há muita procura por esse tipo de música.

A gravadora Universal concorda e está lançando um disco de canto gregoriano gravado por monges austríacos. Um coral do Exército da Salvação também planeja lançar um álbum de música religiosa nas próximas semanas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG