Trinta supostos membros da Al-Qaeda são detidos na Turquia

A polícia turca prendeu nesta quarta-feira, durante uma ampla operação, trinta pessoas suspeitas de pertencer à rede Al-Qaeda, informou a agência de notícias Anatolia.

AFP |

A polícia antiterrorista turca começou prendendo 15 suspeitos em Istambul, e capturou em seguida outros 15 em duas províncias, destacou a agência, sem dar mais detalhes.

Vários documentos da Al-Qaeda e diversos equipamentos foram apreendidos pelos policiais durante a operação, segundo a mesma fonte.

A polícia turca conduz freqüentemente operações contra militantes islâmicos considerados próximos da Al-Qaeda.

Onze supostos membros da rede de Osama bin Laden foram detidos em agosto passado nas províncias de Bingol e Mus, no sudeste do país, sob a acusação de terem criado um grupo chamado Brigada Muçulmana da Vingança, com o objetivo de perpetrar atentados. Os suspeitos devem ser julgados neste mês.

Uma célula turca da Al-Qaeda foi acusada de ter cometido, em novembro de 2003, em Istambul, atentados contra duas sinagogas, o consulado britânico e o banco britânico HSBC, que deixaram 63 mortos e centenas de feridos.

Em fevereiro de 2007, sete militantes da Al-Qaeda, entre os quais um sírio considerado o cérebro e o patrocinador destes atentados, foram condenados à prisão perpétua.

nc/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG