Um cruzeiro de luxo francês foi atacado por piratas diante do litoral da Somália e trinta membros da tripulação foram feitos reféns, informou o Estado-Maior das Forças Armadas em Paris.

"A embarcação foi vítima de um ato de pirataria no início da tarde, quando navegava entre a Somália e o Iêmen", declarou o capitão do barco, Christophe Prazuck. Segundo ele, o cruzeiro navegava sem passageiros.

"Militares franceses e da Força Tarefa 150 (força marítima sob comando americano) estão presentes na zona. Eles confirmaram a situação e acompanham a evolução dos fatos", acrescentou.

ha/cgd/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.