Trinta e oito mortos em ataque de rebeldes curdos a posto militar turco

Quinze soldados turcos e 23 rebeldes curdos morreram na sexta-feira em um ataque dos insurgentes contra um posto militar turco perto da fronteira com o Iraque, anunciou neste sábado o Exército da Turquia, segundo a agência Anatolia.

AFP |

Outros dois soldados estão desaparecidos, segundo o porta-voz do Estado-Maior turco, general Metin Gurak.

O ataque aconteceu na cidade Semdinli, na província de Hakkari.

Rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, separatista) abriram fogo contra o posto, ocupado por uma companhia paramilitar.

As forças turcas responderam com disparos de artilharia e helicópteros que atacaram as posições rebeldes. Além disso, enviaram forças adicionais à região.

O Exército turco atacou um grupo de rebeldes no norte do Iraque, a 10 km do posto militar.

Os enfrentamentos também deixaram dois soldados gravemente feridos.

O ataque de sexta-feira aconteceu depois do fim dos três dias de cessar-fogo anunciado pelo PKK por ocasião do fim do Ramadã, mês de jejum muçulmano, e da celebração da Aid el-Fitr (festa do cordeiro).

O PKK, considerado um grupo terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Européia, luta desde 1984 pela independência do sudeste turco, majoritariamente curdo.

Ancara afirma que milhares de militantes do PKK estão posicionados em bases da zona curda do norte do Iraque, de onde executam oss ataques.

Segundo dados do Exército turco, 32.000 rebeldes curdos, 6.500 membros das forças de segurança da Turquia e 5.500 civis morreram em 24 anos de violência.

han/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG