Trinta civis e 69 talibãs morreram no ataque aéreo da Otan contra caminhões-tanques no último dia 4 na província de Kunduz, norte do Afeganistão, anunciou neste domingo à AFP um dos quatro investigadores nomeados pelo governo afegão.

Segundo Mohamadula Bataj, membro da comissão de investigação craida pelo presidente Hamid Karzai depois do bombardeio em Kunduz, dezenas de pessoas se reuniram em torno dos caminhões, um dos quais ficou bloqueado ao cruzar um rio, a chamado dos talibãs para recuperar o combustível.

Um oficial das tropas alemãs que operam na zona ordenou então um ataque aéreo e duas bombas de 250 kg caíram sobre os veículos.

shk-mba/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.