Trinta chineses desaparecidos depois de ataque pirata

Trinta marinheiros chineses estão desaparecidos depois que seu navio foi atacado por piratas no Golfo de Aden, perto da Somália, informou a agência estatal Xinhua (Nova China).

AFP |

O navio "Zhenhua 4", de propriedade da China Communications Construction, foi atacado e a companhia perdeu o contato com os tripulantes, acrescenta a agência.

Mais cedo, uma autoridade chinesa afirmou que Pequim estudava a possibilidade de enviar navios militares para as costas da Somália como parte da luta contra os piratas, uma atitude pouco habitual para o gigante asiático.

frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG