Tribunal sul-africano encerra acusações contre líder do partido governista

Um tribunal sul-africano aceitou nesta sexta-feira o pedido de anulação apresentado pela defesa do líder do Congresso Nacional Africano (ANC), partido que governa o país, Jacob Zuma, acusado de corrupção, o que o deixa livre para concorrer à presidência em 2009.

AFP |

"A decisão tomada pela procuradoria nacional em 28 de dezembro de 2007 de julgar o acusado é declarada nula e sem efeito", afirmou o juiz Chris Nicholson do tribunal de Pietermaritzburg (leste).

Zuma era acusado de corrupção, fraude, extorsão e lavagem de dinheiro.

jg-ale/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG