Tribunal sérvio condena 13 pessoas por crimes de guerra na Croácia

Belgrado, 12 mar (EFE).- O Tribunal de Belgrado condenou hoje 13 pessoas a um total de 193 anos de prisão por crimes de guerra, concretamente por terem assassinado, em novembro de 1991, 200 presos croatas no campo de Ovcara, no leste da Croácia, durante a guerra de independência do país.

EFE |

No total, sete ex-membros sérvios da defesa territorial, entre eles o comandante Miroljub Vujovic e seu adjunto Stanko Vujanovic, foram condenados a 20 anos de prisão cada um, enquanto outros seis receberam sentenças de entre 5 e 15 anos.

Além disso, cinco acusados foram absolvidos por decisão da sala especial de crimes de guerra do Tribunal de Belgrado.

Estas penas foram emitidas na conclusão de um julgamento realizado depois que a Suprema Corte sérvia anulou uma primeira sentença, de dezembro de 2005, por erros de procedimento penal.

Em 2007, o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), com sede em Haia, condenou dois oficiais do antigo Exército iugoslavo, Mile Mrksic e Veselin Sljivancanin, a 20 e 5 anos de prisão, respectivamente, por responsabilidade no crime do campo de Ovcara, perto da cidade croata de Vukovar. EFE sn/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG