Riad, 19 fev (EFE).- Um tribunal saudita declarou válido o casamento de um homem de mais de 50 anos com uma menina de 9 na cidade de Anidh, ao nordeste de Riad, informou hoje o jornal saudita Al-Riyadh.

A mãe da menor, citada pelo jornal, pediu às autoridades do país por trás do julgamento que intervenham para impedir este casamento.

"Minha filha ainda não sabe que está casada", disse a mãe da menor.

Segundo a mãe, cuja identidade não foi informada pelo jornal, a menina não soube que seu casamento aconteceu em outra cidade enquanto ela se encontrava na casa de seus pais, em Anidh.

Segundo o diário, a mãe tinha pedido antes ao tribunal de Anidh o divórcio da filha, mas o juiz rejeitou a solicitação e afirmou que a menina poderia reivindicar a separação quando fosse adolescente.

Em julho do ano passado, ativistas sauditas pró-direitos humanos tentaram impedir o casamento de outro homem, de 60 anos, com uma menina de 10 anos na região de Hael, cerca de 600 quilômetros ao noroeste de Riad.

A população de várias zonas desérticas e montanhosas da Arábia Saudita é muito conservadora, e muitas tribos locais permitem o casamento de seus filhos menores de idade. EFE ash/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.