Tribunal ratifica 5 anos de prisão a opositor iraniano

Teerã, 3 jan (EFE).- Um tribunal de apelação ratificou a pena a cinco anos de prisão imposta ao ativista opositor Hedayat Aghai, detido durante os protestos pós-eleitorais em meados de 2009.

EFE |

"O tribunal ratificou todas as acusações contra Aghai e sua condenação a cinco anos de prisão, dos quais terá que cumprir a metade", disse hoje seu advogado Ali Reza Jafarian, citado pela agência de notícias local "Fars".

Aghai, detido um dia depois das eleições de 12 de junho, é acusado de ter provocado desordens públicas e de colocar em dúvida o resultado do pleito, assim como de atuar contra a segurança nacional.

Além disso, o site "Parlamannews", administrada por deputados da oposição, anunciou hoje que, no sábado, começou o processo de apelação contra o chefe de plataforma eleitoral da coalizão pró-reformista e ex-vice-ministro de Assuntos Exteriores, Mohsen Aminzadeh.

A sentença deve ser divulgada em cinco ou seis dias, explicou a fonte, que citou Mahnaz Asgharzadeh, esposa do processado.

Aminzadeh é acusado de instigar um plano para provocar desordens públicas, participar de manifestação ilegal e insultar o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. EFE msh-jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG