Tribunal pede exames médicos para determinar se Fujimori precisa de operação

Lima, 23 mai (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori (1990-2000) deverá se submeter a exames médicos em um prazo máximo de 15 dias para determinar se precisa ser operado por causa de uma leucoplasia na língua, dispôs hoje o tribunal que o julga por violações aos direitos humanos.

EFE |

"Os exames de avaliação têm que ser realizados. Ponho como data limite 15 dias para que se estabeleça o que é preciso fazer", ordenou o presidente da Corte Penal Especial, César San Martín.

A decisão foi adotada depois que o tribunal conheceu hoje os relatórios de uma biópsia, à qual foi submetido Fujimori na véspera, que foram elaborados pelo Instituto de Medicina Legal e o Instituto de Doenças Neoplásicas (Inen).

Ambas as entidades concordaram que o ex-presidente, de 69 anos, sofre de uma leucoplasia, um transtorno na membrana da mucosa da boca que pode derivar em câncer, embora apenas o Inen tenha recomendado um tratamento cirúrgico.

Para tirar a dúvida e para "garantir o direito à saúde" do processado, San Martín dispôs que se realizem os exames o mais breve possível. EFE wat/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG