Tribunal paquistanês permite operação de mudança de sexo pela 1ª vez

Islamabad, 30 abr (EFE).- Uma mulher paquistanesa poderá se submeter à operação de mudança de sexo após um tribunal do país decidir liberar este tipo de cirurgia pela primeira vez na História do Paquistão, informou hoje a edição digital do jornal The News.

EFE |

O Tribunal Superior de Lahore, no leste do país, se posicionou de forma favorável à demanda de Naureen Aslam, de 28 anos, que pediu para realizar uma cirurgia para mudar de sexo.

Naureen, proveniente da cidade de Faisalabad, pediu ajuda legal por causa da recusa de vários médicos de sua localidade de realizar uma operação deste tipo.

Recentemente, um cirurgião paquistanês foi multado por realizar uma cirurgia desta natureza.

A litigante, que agora passará a se chamar Muhammad Ahmed Abdullah, afirmou que aos nove anos de idade começou a notar mudanças no tom de sua voz, nos pêlos de seu corpo e em sua constituição física.

Estas mudanças levaram seus pais a submetê-la a inúmeros exames médicos nos quais especialistas determinaram que o caso devia ser resolvido por meio de uma operação de mudança de sexo.

Não é a primeira vez que este tipo de operação é realizada no Paquistão, mas é a primeira oportunidade na qual a paciente conta com a aprovação de uma corte superior.

Atualmente não existe legislação que regule a mudança de sexo no país. EFE igb/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG