Tribunal ordena captura internacional de cunhado de Fujimori

Lima, 10 jun (EFE).- Um tribunal peruano ordenou hoje a captura em nível internacional do ex-embaixador do Peru no Japão Víctor Aritomi, cunhado do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000).

EFE |

A medida foi tomada pela Segunda Sala Anticorrupção que investiga a suposta má gestão de doações recebidas pela ONG Apenkai, informou a emissora "Radioprogramas del Perú" ("RPP").

A ONG foi criada pelos parentes de Fujimori para administrar as doações de organismos e cidadãos japoneses para apoiar os pobres do Peru, entusiasmados com a primeira vitória eleitoral do ex-líder em 1990.

O mesmo tribunal emitiu em 3 de junho uma ordem de captura contra Rosa, Juana e Pedro Fujimori, irmãos do ex-líder, que, assim como Aritomi, atualmente estão no Japão.

A sala emitiu um alerta à Polícia peruana e estrangeira para que sejam detidos, já que são acusados de crime de formação de quadrilha.

O processo é presidido pelo juiz Duberli Rodríguez, que também está à frente da apelação que o ex-presidente apresentou contra a decisão que o condenou a 25 anos de prisão.

Aritomi foi embaixador do Peru no Japão durante os dez anos do Governo de seu cunhado, que cumpre pena de 25 anos de prisão pelo assassinato de 25 pessoas a mãos do grupo militar Colina e pelo sequestro de um jornalista e um empresário. EFE dub/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG