Tribunal marroquino confirma prisão para ex-imame de Varese

Rabat, 6 mai (EFE).- O Tribunal de Apelações de Salé confirmou hoje a pena de cinco anos imposta ao ex-imame de uma mesquita da cidade italiana de Varese, Abdelmajid Zergout, por vinculação com um grupo terrorista.

EFE |

O detido, de 43 anos, foi declarado culpado de "formação de grupo criminoso para a preparação de atos terroristas, com o objetivo de atentar gravemente contra a ordem pública", mas foi absolvido da acusação de "preparação de atos jihadistas no Marrocos", segundo a agência oficial "MAP".

Zergout foi extraditado ao país norte-africano em agosto de 2008 devido a seu suposto envolvimento nos atentados de maio de 2003 em Casablanca, após ter sido ditada contra ele uma ordem de detenção internacional.

Em maio de 2007, já foi julgado e absolvido em Milão diante da acusação de ter criado em Varese uma célula terrorista que proporcionava apoio logístico e financeiro ao Grupo Islâmico Combatente Marroquino (GICM), acusado da autoria dos atentados de Casablanca, que deixaram 45 mortos, entre eles três espanhóis. EFE alr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG