Tamanho do texto

Amã, 13 abr (EFE).- O Tribunal de Segurança do Estado da Jordânia iniciou hoje o julgamento contra doze supostos islamitas acusados de recrutar suicidas para cometer atentados no Iraque, informaram fontes judiciais.

Os terroristas seriam captados na Jordânia, de onde iam ao Iraque através da Síria.

Os suspeitos se declararam inocentes das acusações, que incluem também a participação em atividades "proibidas pelo Governo e que expõem o país a ações hostis".

O tribunal voltará se reunir em 27 de abril, quando a acusação apresentará suas testemunhas. EFE ajm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.