Tribunal indiano permite que ator condenado à prisão filme no exterior

Nova Délhi, 5 set (EFE) - A Corte Suprema da Índia concedeu hoje ao astro de Bollywood Sanjay Dutt, condenado a seis anos de prisão por posse ilegal de armas, um mês e meio mais de tempo para que siga rodando filmes no exterior.

EFE |

Depois que, no ano passado, o ator deixou a prisão em liberdade mediante pagamento de fiança e com a condição de que não podia sair do país, o ator compareceu em março ao Alto Tribunal para que pudesse rodar vários filmes em Estados Unidos, Malásia e Tailândia.

O Supremo aprovou o pedido e fixou em 30 de setembro sua data de retorno à Índia, mas hoje ampliou este prazo até 15 de novembro, segundo a agência "Ians".

Dutt foi condenado no ano passado por posse ilegal de armas nos julgamentos sobre os atentados de Mumbai de 1993, que deixaram 250 mortos, embora a corte tenha ressaltado que o ator não participou dos ataques.

O artista indiano recorreu da condenação perante a Corte Suprema e espera um veredicto final.

Dutt é famoso por sua atuação em filmes como "Lage Raho Munna Bhai", que o ajudaram a cultivar uma imagem de "enfant terrível" convertido.

Neste filme e em outros interpretou criminosos ou gângsteres arrependidos que querem voltar ao caminho da legalidade. EFE amp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG