Tribunal Especial para Líbano começará trabalhos em 1º de março, diz Ban

Nações Unidas, 26 fev (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou hoje que o Tribunal Especial para o Líbano, encarregado de julgar o assassinato do ex-primeiro-ministro Rafik Hariri, vai estar pronto para começar seu trabalho no dia 1º de março, como estava programado.

EFE |

"Foram adotadas todas as medidas necessárias para que o Tribunal Especial para o Líbano comece a funcionar neste domingo, 1º de março", assegurou hoje Ban em um relatório enviado ao Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas.

O tribunal internacional, com sede em Haia, foi criado em 2007 pelo CS para julgar os responsáveis pelo assassinato do ex-primeiro-ministro libanês, ocorrido dois anos antes em Beirute.

Poucos meses depois do atentado, uma comissão internacional iniciou uma investigação para identificar os responsáveis pelo ataque com um carro-bomba que matou Hariri e outras 22 pessoas.

O atual responsável pela comissão, o canadense Daniel Bellemare, assumirá o cargo de promotor do Tribunal Especial quando ele entrar oficialmente em funcionamento, e continuará o trabalho de investigação do crime, indicou Ban no relatório.

A comissão internacional ainda não formulou acusações contra ninguém, mas seu primeiro responsável, o alemão Detlev Mehlis, concluiu em 2005 em um relatório preliminar que altos funcionários libaneses e sírios estavam envolvidos no complô para assassinar Hariri.

O Governo libanês libertou ontem três dos sete suspeitos detidos há quatro anos por sua suposta participação no atentado. EFE jju/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG