Tribunal do Iêmen ordena detenção de americano acusado de terrorismo

Sana, 18 mai (EFE) - O Tribunal de Apelação do Iêmen ordenou hoje a detenção de Jaber Elbaneh, um americano de origem iemenita procurado pelos Estados Unidos por sua suposta relação com a Al Qaeda e que tinha sido libertado por essa mesma Corte iemenita, segundo fontes judiciais.

EFE |

A decisão responde a um pedido da Promotoria iemenita e às críticas nos EUA à libertação, em fevereiro, de Elbaneh, que é julgado no Iêmen em relação com ações terroristas.

O suspeito, de 41 anos, tinha sido condenado a dez anos de prisão no Iêmen por seu suposto envolvimento no planejamento de atentados contra instalações petrolíferas, enquanto os EUA ofereciam US$ 5 milhões a quem fornecesse informação que levasse à sua detenção.

Em 2004, Elbaneh foi detido no Iêmen, mas fugiu em 2006 e sua primeira aparição desde então foi em 23 de fevereiro, quando o Tribunal de Apelação iniciou o julgamento de 32 supostos membros do ramo iemenita da Al Qaeda, incluído ele, condenados a penas de até 15 anos de prisão por terrorismo.

Elbaneh compareceu em cinco ocasiões às sessões de Tribunal de Apelação, sem ser detido.

A última foi em março, quando afirmou perante os juízes que não tinha planejado nem participado de qualquer atentado nos EUA ou no Iêmen, e acusou as autoridades americanas de serem "injustas" e as iemenitas de serem "colaboracionistas".

Fontes iemenitas disseram que Elbaneh estava em liberdade devido a uma promessa feita pelo presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, a líderes de tribos locais de não que não o deteria se o suspeito se entregasse às autoridades. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG