Tribunal de Xangai aceita processo por violação na transmissão dos Jogos

Xangai, 15 ago (EFE).- Um tribunal de Xangai aceitou o primeiro processo judicial na China por violação dos direitos de transmissão de um evento dos Jogos de Pequim, mais precisamente do revezamento da tocha olímpica, informou hoje o diário Shanghai Daily.

EFE |

O portal da rede estatal "CCTV" exige compensação financeira do servidor de downloads de vídeo pela internet Shenzhen Xunlei por divulgar suas retransmissões do revezamento da tocha olímpica ao vivo e sem autorização específica.

Além disso, pede que Xunley peça desculpas publicamente em um diário nacional especializado em programação de TV e em seu próprio portal (www.xunlei.com), cujo servidor se encontra em Xangai.

A "CCTV" acusa a Xunlei de ter oferecido ao vivo pela internet a parte do revezamento da tocha olímpica na cidade de Wuzhong, na província autônoma de Ningxia, em 30 de junho último.

O portal da emissora de TV oficial tem exclusividade sobre os direitos de transmissão por internet e celular na China e em Macau.

No entanto, Xunlei assegura que não encontrou provas em seu servidor de que a transmissão tenha ocorrido, e que seria difícil encontrar o responsável por uma possível difusão, já que seus usuários podem publicar programas no portal de forma anônima. EFE jad/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG