Tribunal de Haia redefine fronteira interna do Sudão

Por Aaron Gray-Block HAIA (Reuters) - Um tribunal internacional redefiniu as fronteiras da região petrolífera de Abyei, que é reivindica tanto pelo norte quanto pelo sul do Sudão. Ambos os grupos prometeram respeitar a sentença.

Reuters |

As fronteiras da disputada região de Abyei, muitas vezes comparada à Caxemira (disputada por Índia e Paquistão), foram delineadas por uma comissão internacional após um acordo, em 2005, que encerrou mais de 20 anos de guerra civil entre o norte sudanês, de maioria árabe, e o sul, dominado por cristãos e animistas.

Mas, depois que o governo do Sudão contestou a fronteira, um outro acordo foi alcançado com o antigo grupo rebelde do sul, o Movimento de Libertação Popular do Sudão, para levar o caso à Corte Permanente de Arbitragem em Haia (Holanda).

Pela sentença, a fronteira leste de Abyei foi deslocada para oeste, deixando a maior parte das reservas petrolíferas da região, como o campo de Heglig, dentro da área pertencente ao norte do Sudão.

Em janeiro de 2001, deve acontecer um referendo em Abyei para que a população decida se prefere pertencer ao norte ou ao sul. No mesmo dia, o sul do Sudão como um todo deve se manifestar nas urnas sobre tornar-se ou não um país independente.

Além disso, há eleições marcadas para abril de 2010.

Apesar dos acordos, em maio do ano passado recomeçaram os confrontos armados entre os ex-rebeldes do sul e as forças oficiais do norte na região de Abyei.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG