Haia, 10 jul (EFE).- O tribunal de primeira instância de Haia sentenciou hoje que a ONU tem imunidade em um processo pelo genocídio ocorrido na cidade bósnia de Srebrenica em 1995.

Em sua decisão, os juízes se declararam "sem competência" para aceitar a parte do processo de cerca de 6.000 "mães de Srebrenica" referente à responsabilidade da ONU no massacre.

Apresentada em junho de 2007, a ação foi apresentada contra o Estado holandês e as Nações Unidas, por não terem protegido os cerca de 8.000 muçulmanos assassinados após o ataque servo-bósnio a Srebrenica, dentro da Guerra da Bósnia (1992-1995). EFE mr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.