Paris, 19 fev (EFE).- O Tribunal de Direitos Humanos de Estrasburgo condenou hoje o Reino Unido pela detenção de 11 pessoas em virtude das leis especiais ditadas após os atentados de 11 de setembro de 2001, entre elas o clérigo radical Abu Qatada.

O tribunal alegou contra Londres as acusações de violação da liberdade e da segurança, mas não os de tortura e tratamento desumano e degradante, afirmou, em comunicado.

Os denunciantes, seis argelinos, um francês, um marroquino, um tunisiano, o jordaniano Qatada e um apátrida nascido nos territórios palestinos ocupados, serão indenizados. EFE lmpg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.