Uma bomba caseira de forte potência explodiu na madrugada deste domingo diante do tribunal de Reggio de Calábria (sul da Itália), provocando danos materiais.

As autoridades culparam imediatamente a máfia calabresa, a Ndrangheta, pelo atentado.

De acordo com a imprensa italiana, a bomba era composta de um botijão de gás e dinamite.

A explosão aconteceu às 05H00 locais (02H00 de Brasília) diante da entrada do edifício que abriga a procuradoria-geral da Calábria, a mais importante da região.

"O atentado tinha como alvo direto a procuradoria-geral, empenhada em seu trabalho de confisco dos bens da máfia e com uma série de processos contra os membros do crime organizado", declarou o procurador-geral, Salvatore Di Landro, destacando que imagens das câmeras de vigilância instaladas diante do edifício "permitiram ver dois indivíduos com capacetes chegarem de moto e colocarem a bomba".

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, expressou sua "solidariedade" aos magistrados de Reggio e denunciou uma "tentativa de intimidação".

fka/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.