Tribunal Constitucional ordena apuração de votos na Moldávia

Moscou, 12 abr (EFE).- O Tribunal Constitucional da Moldávia encarregou hoje a Comissão Eleitoral Central de realizar em até nove dias a apuração dos votos das eleições parlamentares realizadas no domingo passado, no qual o Partido Comunista obteve a vitória.

EFE |

"A decisão do Tribunal Constitucional entrou hoje em vigor", ressaltou o presidente deste órgão, Dumitru Pulbere, citado pela agência oficial russa "RIA Novosti".

Acrescentou que a decisão, que é definitiva e não pode receber apelação, inclui também a revisão das listas de eleitores, como reivindicava a oposição, assim como a verificação de outros documentos, informou, de Chisinau, a agência russa "Interfax".

O porta-voz da Corte, Dumitru Tira, disse que "o Tribunal Constitucional decidiu satisfazer a solicitação do líder dos comunistas (e presidente da Moldávia), Vladimir Voronin".

Os resultados definitivos anunciados pela Comissão Eleitoral Central no último dia 8 e confirmados na véspera concedem a vitória aos comunistas com 49,48% dos votos, mas não lhes dão o controle absoluto do Legislativo.

Segundo os resultados definitivos, os comunistas obtêm na nova Câmara 60 das 101 cadeiras, quando precisaria de 61 (três quintos) para poder formar Governo e escolher o presidente do país, o que, na Moldávia, é prerrogativa dos deputados.

A capital moldávia registra protestos desde segunda-feira passada, após o anúncio dos resultados preliminares que davam ao governante Partido Comunista a maioria na Câmara.

A oposição denunciou uma fraude e chamou seus partidários a se manifestar na capital, mas os protestos acabaram em violentos choques com a Polícia, e o saque da sede do Parlamento e da residência presidencial. EFE egw/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG