Tribunal Constitucional afirma que premier tailandês deve renunciar

O Tribunal Constitucional da Tailândia determinou nesta terça-feira que o primeiro-ministro tailandês, Samak Sundaravej, e todo seu gabinete devem renunciar depois do escândalo provocado pela aceitação de dinheiro de uma empresa que produzia os programas culinários do chefe de Governo para a televisão.

AFP |

Depois de considerar que Samak - amante da cozinha - infringiu a Constituição ao aceitar pagamento para presentar um programa culinário na televisão, o tribunal decidiu que o governo pode permanecer à frente do país durante 30 dias, até que o Parlamento eleja um novo primeiro-ministro.

No entanto, nada impede que Samak se candidate novamente ao cargo de premier e seu partido já afirmou que voltaria a optar por ele para chefiar o Governo.

tp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG