Tribunal condena Estado colombiano por negligência em ataque de Farc em 1994

Bogotá, 9 mai (EFE).- Um tribunal condenou nesta sexta-feira o Estado colombiano a pagar 200 milhões de pesos (cerca de US$ 110.

EFE |

000) a três comerciantes que perderam seus negócios em 1994 em um ataque da guerrilha das Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) ao município da Calera, situado a poucos quilômetros de Bogotá.

O Ministério da Defesa deverá pagar os 200 milhões de pesos aos três comerciantes que perderam seus negócios quando cerca de 50 rebeldes atacaram esse povoado em julho de 1994.

A Terceira Vara desse tribunal, a máxima instância jurídica administrativa da Colômbia, concluiu que cinco meses antes do ataque a Polícia foi informada sobre a possibilidade do ataque e apesar de haver pedido reforços houve negligência para prevenir e deter o ataque.

O ataque aconteceu na noite do dia 19 de julho de 1994, quando meio centena de rebeldes das frentes 53 e 54 das Farc tomaram o povoado e, segundo o relatório, os guerrilheiros tiveram tempo de entrar em cafeterias e bares para tomar refrescos. EFE fer/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG