Tribunal condena à morte iemenita que jogou bomba em universidade de Sana

Sana, 21 abr (EFE).- Um tribunal condenou hoje um iemenita à morto por fuzilamento por ele ter jogado uma bomba na entrada da Universidade de Sana, causando a morte de duas pessoas, informaram fontes judiciais.

EFE |

Mohamad Hassan al-Waghih, de 30 anos, foi condenado pelo Tribunal da Segurança do Estado do Iêmen, dois meses após ter cometido o ataque, no qual 25 pessoas ficaram feridas, na maioria estudantes.

As autoridades iemenitas afirmaram que Waghih não pertence a nenhum grupo extremista e atribuíram o ataque a "razões pessoais" e a "diferenças entre famílias" locais.

O Iêmen, reduto de grupos extremistas vinculados à rede terrorista Al Qaeda, é um país conservador de natureza tribal, onde são freqüentes os confrontos armados entre membros de clãs locais.

EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG