Tribunal canadense condena ruandês por genocídio de 1994

Um tribunal canadense condenou nesta sexta-feira o líder de uma milícia ruandesa por crimes de guerra, contra a humanidade, estupros, assassinatos e torturas em Ruanda em 1994, no primeiro julgamento deste tipo no Canadá.

AFP |

Désiré Munyaneza, 42 anos, foi considerado culpado de sete acusações que haviam sido apresentadas contra ele. Ele era acusado de participar no genocídio, violentar e matar civis entre abril e julho de 1994 no sul de Ruanda, além de liderar uma das principais milícias responsáveis pelos assassinatos.

Munyaneza pode ser sentenciado a prisão perpétua. O advogado de defesa já informou que vai apelar da decisão.

jl-ps/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG