Tribunal anula processo de homicídio culposo contra ex-presidente argentino

Buenos Aires - A Corte Federal de Buenos Aires revogou hoje o processo por homicídio culposo - quando não há intenção de matar - aberto contra o ex-presidente argentino Fernando de la Rúa, em uma causa que investiga a morte de cinco pessoas durante as manifestações populares que no final de 2001 levaram a sua renúncia como chefe de Estado, informaram fontes judiciais.

EFE |

O tribunal determinou que não há provas suficientes para que se mantenha o processo contra o ex-governante (1999-2001), ao contrário do que tinha decidido o juiz Claudio Bonadío, que também considerava De la Rúa responsável pelos ferimentos sofridos por mais de 100 manifestantes durante os protestos de dezembro de 2001.

Entre 19 e 20 de dezembro de 2001, quando De la Rúa renunciou, houve uma forte onda de distúrbios e saques em estabelecimentos comerciais de Buenos Aires, seus arredores e outros pontos do país.

Os eventos deixaram mais de 30 mortos.

    Leia tudo sobre: menem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG