Os membros de uma tribo do leste da Índia casaram um menino de 18 meses com uma cadela com a esperança de acabar com o que consideram uma maldição que ameaça o bebê, informa uma agência de notícias local.

Os pais do menino, Sangula, se deixaram convencer da necessidade de matrimônio do filho com o animal, depois que descobriram um dente a mais na gengiva superior da criança.

Para a tribo, que vive no estado de Orissa, isto significa um mau presságio que anuncia a morte do bebê. Os idosos da comunidade acreditam que o dente significa que o menino será atacado e devorado por um tigre.

Para eles, somente o casamento com uma cadela poderia afastar o azar.

Uma cerimônia religiosa, com direito a dote, aconteceu em um templo hindu do departamento de Jajpur, segundo a agência United Press of India (UNI). A cadela usava anéis e uma corrente de prata, como exige a tradição.

O pai de Sangula, Sanrumula Munda, afirmou que permitirá que o filho encontre um dia uma esposa de verdade.

As crenças e superstições persistem de maneira ampla no interior da Índia, um gigante multicultural e multiétnico.

No fim de 2007, um camponês indiano de Tamil Nadu (sul) também se casou com uma cadela, convencido de que via imagens dos espíritos de dois cães que havia matado anos antes.

er/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.