Treze rebeldes e três soldados morrem em combates no Sri Lanka

Nova Délhi, 14 jun (EFE).- Treze guerrilheiros tâmeis e três soldados cingaleses morreram nas últimas 24 horas em combates no norte do Sri Lanka, informou o Ministério de Defesa cingalês.

EFE |

Dois dos militares morreram ontem, quando membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) lançaram um ataque com morteiros contra as posições do Exército no distrito de Mannar (norte).

Em outro combate, no distrito de Welioya (norte), um soldado morreu, também em combates com os LTTE, que perderam sete combatentes no enfrentamento.

Em Vavuniya, em uma nova batalha entre as tropas do Exército e a guerrilha, cinco guerrilheiros faleceram e oito ficaram feridos.

Já na região de Kovilakkandal, um membro dos LTTE morreu em uma operação militar realizada pelo Exército.

A guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil luta há mais de duas décadas para conseguir um Estado independente nas regiões do leste e do norte do país, onde a etnia tâmil é majoritária, frente à cingalesa, que predomina no resto da ilha.

Em 16 de janeiro, o Governo rompeu unilateralmente os acordos de cessar-fogo assinados em 2002, colocando o país de novo em estado de guerra, embora na realidade os combates entre o Exército e a guerrilha já fossem constantes. EFE amp/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG