Washington, 4 nov (EFE).- Treze estados já abriram seus centros de votação em um dia no qual se prevê que mais de 130 milhões de americanos escolham um novo presidente entre o democrata Barack Obama e o republicano John McCain.

A localidade de Dixville Notch, do estado de New Hampshire, foi a primeira a votar, hoje pouco após a meia-noite local (3h de Brasília), e seus 21 eleitores compareceram às urnas com um saldo de 15 votos para Obama e seis para McCain.

As próximas mesas de votação abriram às 8h45 (horário de Brasília) em Massachusetts e pouco depois no Maine, no resto de New Hampshire, em Rhode Island, em Nova York, em Connecticut, em Nova Jersey, em Delaware, na Pensilvânia e em Vermont.

Às 9h30 (horário de Brasília) abriram os centros em Ohio, Virgínia Ocidental e Carolina do Norte em uma jornada com temperaturas de cerca de 10 graus e chuvas entre a Carolina do Sul e Connecticut.

A previsão meteorológica indica que também choverá hoje em Minnesota e Iowa, e chuvas e neve na região norte das montanhas Rochosas e na costa do Pacífico, nos estados de Washington e Oregon.

A votação, que inclui a renovação de um terço do Senado e de todos os 435 membros da Câmara de Representantes, terminará entre as 23h de hoje e as 5h de amanhã (horário de Brasília), dependendo do estado.

O Comitê de Estudos Sobre o Eleitorado, um grupo independente, calcula que mais de 200 milhões de cidadãos votarão, sendo 130 milhões nas urnas -alguns estados têm formas alternativas de votação, como por correio e antecipada.

O entusiasmo gerado pelas candidaturas de Obama e McCain, cujas campanhas arrecadaram respectivamente mais de 600 milhões e 300 milhões de dólares somente até setembro, já atraiu números inusitados de eleitores nos estados onde se permite o sufrágio antecipado -se calculam mais de 23 milhões.

A maioria das pesquisas de opinião dá ao democrata Obama uma vantagem de entre seis a oito pontos percentuais, e inclusive alguns analistas conservadores e republicanos parecem resignar-se pela derrota de McCain.

No entanto, a eleição presidencial americana não se decide pela soma total dos votos em todo o país, mas pela representação de cada um dos 50 estados no Colégio Eleitoral, em proporção à população de cada um deles, somando um total de 538 delegados.

Para ganhar a Casa Branca, um candidato deve ter no mínimo 270 votos no Colégio Eleitoral. As diversas pesquisas de opinião também atribuem a Obama uma vantagem substancial sobre McCain nos votos do Colégio Eleitoral, mas mostram um grupo de estados ainda indecisos.

Os primeiros colégios eleitorais estaduais a fechar suas votações serão, às 22h (horário de Brasília), os de Indiana, Kentucky, Geórgia, Carolina do Sul, Vermont e Virgínia.

O último bloco, tanto para a abertura como para o fechamento reúne Dakota do Norte, Califórnia, Idaho, Washington (estado) e Havaí, que devem fechar suas urnas às 3h de Brasília de amanhã.

O último de todos, porém, será Alasca, onde terminará a votação às 4h (Brasília) de amanhã. EFE jab/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.