Três soldados morrem em atentado com bomba na Tailândia

Bangcoc, 19 dez (EFE).- Pelo menos três soldados morreram, e outro militar e um funcionário governamental ficaram feridos hoje em um atentado com bomba cometido por supostos guerrilheiros islâmicos na conflituosa região sul da Tailândia, informaram fontes militares.

EFE |

O ataque aconteceu de manhã em uma estrada da província de Narathiwat, onde foi detonada uma bomba com 20 quilos de explosivos na passagem de uma patrulha que deixou uma enorme cratera no caminho.

Três soldados morreram na hora e outro foi levado ao hospital junto com um funcionário governamental que era escoltado pelas tropas.

Na semana passada, 14 membros das forças de segurança tailandesas foram feridos em ataques com explosivos no sul enquanto o primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, e o chefe de Governo da Malásia, Najib Razak, visitavam a área.

Pela primeira vez desde o começo do conflito há quase seis anos, tanto Bangcoc quanto Kuala Lumpur se mostram favoráveis a conceder um estatuto de autonomia à região sul, para pôr fim à onda de violência.

No entanto, os insurgentes exigem um Estado islâmico para pôr fim à discriminação que, denunciam, sofrem por parte da maioria budista nas três províncias de maioria muçulmana de Narathiwat, Pattani e Yala.

Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados com bomba ocorrem quase diariamente no sul da Tailândia, apesar da mobilização de 31 mil agentes das forças de segurança e a declaração quase ininterrupta do estado de exceção. EFE grc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG