Três palestinos, entre eles um menino de 13 anos, foram mortos nesta terça-feira em vários ataques do Exército israelense contra a Faixa de Gaza, informaram os serviços de emergência locais e testemunhas.

O menino, Majd Kalil Abu Okal, foi mortalmente ferido em um ataque aéreo em Beit Lahya, norte do território, disse o doutor Mouawiya Hassanin, chefe do serviço de emergência.

O Exército israelense confirmou o ataque, indicando que tinha como alvo uma "célula que disparou foguetes" contra a cidade de Sderot.

Três foguetes atingiram o sul de Israel sem deixar vítimas, de acordo com fontes militares israelenses.

Pouco depois do ataque aéreo, o palestino Ali Al-Dahdu, de 32 anos, foi morto com um tiro disparado por soldados israelenses no setor de Maghazi, no centro da Faixa de Gaza, de acordo com os serviços de urgência.

Um porta-voz militar israelense fez referência a um "ataque aéreo contra um grupo de palestinos que instalavam um artefato explosivo nas proximidades da cerca de segurança" entre a Faixa e Israel.

Esses dois ataques deixaram também onze feridos, segundo os serviços médicos palestinos.

Por fim, um ativista palestino, cujo nome não foi divulgado, foi morto em Zeitun, um bairro de Gaza, segundo o chefe dos serviços de urgência.

Segundo testemunhas palestinas, a vítima foi atingida por disparos de tanques israelenses, o que não foi confirmado pelo Exército israelense.

Os ataques do Exército israelense são quase diários contra a Faixa de Gaza controlada desde junho de 2007 pelos islamitas do Hamas, em resposta aos disparos de foguetes palestinos em direção a cidades do sul de Israel.

az-ezz-pfm/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.