Três palestinos mortos e 32 feridos em explosão de casa em Gaza

Três palestinos morreram e 32 ficaram feridos nesta quinta-feira após uma explosão de uma residência na zona norte da Faixa de Gaza, informaram os serviços de emergência.

AFP |

Testemunhas e o movimento radical Hamas, que controla a Faixa de Gaza, afirmaram que a explosão que destruiu uma casa de dois andares em Beit Lahya foi provocada por um ataque aéreo israelense.

O Exército israelense desmentiu a acusação.

O canal de televisão do Hamas, Al-Aqsa, informou que a casa pertencia a um líder militar da cidade.

O Exército israelense afirmou que o incidente pode ter sido provocada dentro da residência por manipulação de explosivos.

"O Exército não tem nenhum vínculo com o que dizem os palestinos. Nossas forças aéreas e terrestres não atuaram no momento da explosão", afirmou Avital Leibowitz, porta-voz do Exército.

Segundo o médico Muawiya Hassanin, quase todas as vítimas pertencem à mesma família. Entre os feridos está um bebê de quatro meses.

O Hamas acusou Israel de ter executado um ataque aéreo.

"Responsabilizamos integralmente a ocupação israelense por este crime", afirmou o porta-voz do "governo" do Hamas em Gaza, Taher al Nunu.

Após a explosão, o braço armado do Hamas, as Brigadas Ezzedin al-Qassam, disparou vários foguetes contra Israel.

sa-str-mel/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG