Três estados mexicanos adiam volta às aulas por possíveis casos de gripe

Guadalajara (México), 8 mai (EFE).- Os estados mexicanos de Jalisco, Guerrero e Hidalgo adiaram o retorno às aulas pelo anúncio de possíveis casos de contágio de gripe suína, entre os quais há cinco mortes suspeitas deste mal que afeta a maioria do país, informou hoje fontes oficiais.

EFE |

O estado que endureceu mais as medidas é Jalisco, que não só adia a volta às aulas, mas também o fechamento durante dez dias de centros de recreação em massa, incluindo estádios de futebol, teatros, restaurantes e bares.

Em 23 de abril se anunciou oficialmente o surto em duas entidades do país, o Distrito Federal e seu vizinho Estado do México, mas o alerta se estendeu nos dias seguintes e em 27 de abril se decretou a suspensão das aulas em escolas e universidades nos 32 estados entre dez e 14 dias, porque o retorno é escalonado.

O número de contágios confirmados em todo o país subiu da quinta-feira para hoje de 1.204 para 1.364, dos quais apenas 3,3% (45) das pessoas morreram.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE gt/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG