Três candidatos disputarão a Presidência do Paquistão

Islamabad, 30 ago (EFE).- A Comissão Eleitoral do Paquistão publicou hoje a lista definitiva das candidaturas para a eleição presidencial de 6 de setembro, que finalmente terá a disputa dos três candidatos dos partidos majoritários no Parlamento.

EFE |

Os suplentes dos candidatos do governamental Partido Popular do Paquistão (PPP) e da Liga Muçulmana do Paquistão-Nawaz (PML-N) retiraram suas candidaturas, informou à Agência Efe uma fonte da Comissão Eleitoral.

O líder do PPP e viúvo de Benazir Bhutto, Asif Ali Zardari, parte como favorito para a votação, na qual enfrentará o ex-chefe do Tribunal Supremo Saeeduzzaman Siddiqui, candidato da PML-N, e o senador e secretário-geral da opositora Liga Muçulmana do Paquistão-Quaid (PML-Q), Mushahid Hussain.

A fonte acrescentou que, para que algum dos candidatos atuais se retire da corrida à Presidência, "deveria fazer isso um mínimo de três dias antes da eleição".

Enquanto isso, as formações continuam as negociações, em uma tentativa de juntar apoio.

A PML-N do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif abandonou na segunda-feira a coalizão governamental, devido ao descumprimento dos acordos por parte do líder do PPP, e optou por apresentar um candidato próprio.

Segundo informa hoje a imprensa local, o partido de Sharif iniciou contatos com a PML-Q, formação que deu apoio ao ex-presidente Pervez Musharraf, para abordar a possibilidade de apresentar candidato único.

O chefe do Senado, Mohammedmian Soomro, ocupa de forma interina a Chefia do Estado desde a renúncia de Musharraf, no último dia 18.

EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG