Um tribunal da Índia condenou nesta quinta à morte três pessoas, entre elas uma mulher, consideradas culpadas pelos atentados a bomba que, em 2003, mataram 52 pessoas em Mumbai.

O juiz do tribunal especial antiterrorista ordenou que Haneef Sayyed, sua esposa Fahmeeda Sayyed e outro homem, Ashrat Ansari, sejam executados pela forca.

Os três - declarados culpados por assassinato, conspiração criminosa e terrorismo - permaneceram impassíveis ao ouvir a setença.

phz/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.